Destaques

O grande guia das pequenas gentilezas

evidence-cronica

Em uma metrópole onde a convivência está cada vez mais difícil, adotar regras de civilidade melhora sua vida e a dos outros. Seguem algumas dicas para facilitar o bem viver ou viver bem se você o preferir:
– Devo chamar atenção de quem joga lixo?  Se faça de desentendido e pergunte: Você deixou cair uma coisa sua aqui. Quer que eu pegue para você?

– Um sujeito está ouvindo música alta no ônibus. Peça educadamente para ele desligar o som e lembre que os aparelhos sonoros são proibidos na condução. (sei não, do jeito que as andam, acho meio arriscado).

– Vou sair do ônibus lotado e estou longe da porta. Já que esbarrar nas pessoas é inevitável, peça licença e desculpas durante todo o caminho.

– Não me lembro o nome da pessoa que está me cumprimentando. Não prolongue a conversa para ela não perceber ou simplesmente diga. Desculpe seu nome me fugiu.

– Não quero papo com o taxista. Sorria e dê respostas monossilábicas ou peça licenças e coloque o fone de ouvido. Não seja grosso, ele vai perceber que você quer ficar em paz.

– Fui fechado no trânsito. Respire fundo e conte até 10. O segundo de distração que você coloca  a cabeça para fora para xingar pode resultar em um acidente.

– Porque dar seta se não há nenhum carro atrás do meu? A seta é uma orientação também para pedestres e ciclistas. Não custa nada e evita atropelamentos.

– Deixo o carro da outra faixa entrar na frente? O trânsito flui melhor quando as pessoas são cordiais. Gentilezas e respeito são regras e não exceções.

– Como reajo a uma cantada? Se sentir que está segura, tem todo direito de exigir mais respeito. Mas, se achar que a pessoa pode ser violenta, ignore e siga em frente.

Em tempos de internet

– Como posso demonstrar interesse sem ser chato? Em vez de comentar e curtir tudo o que a pessoa publica, mande mensagem puxando papo. Se ela não responder imediatamente, lembre-se que nem todos checam mensagens com tanta frequência quanto você.

– Quando devo bloquear? Se a pessoa estiver incomodando, ela não vai mais poder contatá-lo pelas redes sociais. Se quiser limitar o que ela pode ver, coloque no grupo de restritos do Facebook.

– Posso falar com quem conheço só de vista na vida real? Sim pode até com quem você não conhece. Rude é o contrário. Falar com a pessoa online e não cumprimentá-la pessoalmente.

Por fim cumprimento a ACIT Mulher pela iniciativa de criar a campanha educativa “Adote uma lixeira” e também a Clarinha Pimenta e seus amigos que vão adotar uma creche no Recanto das Emas. É gratificante verificar que ainda existem jovens de boa formação que se preocupam com o bem estar do próximo. Parabéns meninas! E parabéns a revista Evidence que voltou com força toda em sua nova fase.

Por Beth Corrêa